Bem-vindo ao 7 a 12! Aqui você encontra informações interessantes e curiosas sobre o Brasil e os brasileiros. Tem também: brincadeiras, mapas, material para pesquisa e muito mais. Tudo feito pelo IBGE para quem tem de 7 a 12 anos.

O Brasil é um país muito grande e de Norte a Sul encontramos costumes muito diferentes. As danças populares são típicas de cada lugar, assim como a comida, as músicas, as atividades econômicas... e às vezes a própria língua é tão diferente que não entendemos muito bem o que dizem as pessoas de outras regiões.

As diferenças dentro do nosso território são muitas. Quando olhamos para dentro de nosso país, vemos que alguns lugares são mais povoados do que outros. Há áreas com mais pessoas morando em cidades, em outras áreas há mais pessoas morando no campo. Em algumas cidades há mais escolas e hospitais... Então, para melhor compreender, estudar e administrar este nosso imenso país, o território foi dividido em cinco Grandes Regiões: Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste.


Clique aqui para fazer donwload do mapa

O Brasil é uma República Federativa organizada politicamente em estados, municípios e distritos. Para administrar o país, existe uma divisão em governos: federal, estadual e municipal.

Os 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, compõem a República Federativa do Brasil. Por isto, os estados são chamados de Unidades da Federação.

A sede do governo brasileiro fica em Brasília, no Distrito Federal. É lá que trabalha a Presidenta da República.


Mas será que o Brasil sempre foi desse jeito?

Vamos fazer uma viagem no tempo para ver como o Brasil se transformou?

Se iniciarmos nossa viagem no século XV, o Brasil ainda não era uma república - e nem se chamava Brasil. Nossas terras eram habitadas por índios.

Aliás, nem os próprios índios tinham esse nome. Sabe por quê? Porque índio era o nome dado aos habitantes das Índias, no lado oriental do nosso planeta. Como Cabral não havia chegado às Índias, os historiadores de hoje acham melhor tratar os habitantes do continente americano por "ameríndios".

Com a chegada dos portugueses em nosso território, o Brasil tornou-se propriedade de Portugal. Os portugueses determinaram que suas terras iam do litoral até a linha de Tordesilhas. Lembram daquela linha criada pelos reis de Portugal e Espanha que dividia o "novo mundo" entre eles? Pois é. O Brasil ia só até ali.

Para controlar e povoar o Brasil foram criadas as Capitanias Hereditárias. Cada capitania tinha seu donatário, que era escolhido pelo Rei.

Mas o limite estabelecido pelo Tratado de Tordesilhas logo começou a ser ultrapassado.

Na região amazônica, através do caminho natural criado pelos rios, deu-se a penetração para o interior, em busca de castanha-do-Pará, canela, cravo, guaraná e outras especiariasTempero ou erva aromática usada na culinária. Cravo, canela e noz-moscada são exemplos de especiarias. que existiam na Floresta Amazônica.

Também na capitania de São Vicente, onde hoje é São Paulo, surgiram as bandeiras (expedições para o interior em busca de metais preciosos e índios para mão-de-obra). Estas bandeiras, ao mesmo tempo que foram importantes, foram desastrosas: ajudaram a conhecer o território e a povoá-lo, mas dizimaramReduzir a um número muito pequeno ou à décima parte (10%). Exterminar, devastar, destruir. a população indígena.

Outro fator que contribuiu para o povoamento do interior do território brasileiro foi a descoberta do ouro na região de Minas Gerais, criando novas cidades e estradas. A agricultura, a pecuária e o comércio também começaram a se desenvolver, para abastecer aquela região. Afinal, os garimpeiros também precisavam comer.

A essa altura, o território brasileiro já tinha ultrapassado em muito a Linha de Tordesilhas! Em 1750, foi assinado um novo Tratado, que se chamou Tratado de Madri. Este tratado definiu fronteiras bem próximas das atuais.

Durante os séculos XVIII e XIX, vários outros tratados surgiram, modificando as fronteiras brasileiras. Houve também guerras com países vizinhos causadas pelas disputas por territórios.

Só no século XX, através dos tratados assinados pelo Barão do Rio Branco, é que foram definidas as fronteiras atuais.



© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística